Bugatti aposenta o motor W16, por novo V16 híbrido!

Em um anúncio que marca o fim de uma era, a Bugatti prepara-se para dizer adeus ao seu emblemático motor W16, abrindo caminho para uma inovação automotiva com a introdução de um novo hipercarro equipado com um impressionante motor V16. Quase três décadas após o lançamento do Cizeta-Moroder V16T, a Bugatti planeja revolucionar o mercado de veículos de alta performance em junho deste ano, prometendo desempenho excepcional sem a necessidade de turbinas.

Durante a conferência Future of the Car Summit em Londres, Mate Rimac, CEO da Bugatti-Rimac, revelou detalhes fascinantes sobre o próximo lançamento. Diferentemente de seus predecessores – Chiron, Veyron e EB110, que possuíam configurações quadriturbo – o novo V16 da Bugatti destaca-se por ser aspirado naturalmente. Rimac, engenheiro e empresário de renome, enfatizou que essa mudança representa um avanço significativo na engenharia automotiva.

Motor W16 Bugatti

Com 99,8 centímetros de comprimento, o motor V16 promete ser um colosso mecânico, superando o W16 em quase 41 cm. Este último sairá de linha assim que as produções do conversível Mistral e do Bolide, dedicado às pistas, forem concluídas. Além disso, o novo motor será acompanhado de um sistema híbrido, elevando ainda mais seu potencial.

Informações divulgadas pela Auto Motor und Sport indicam que o V16 possui um deslocamento volumétrico de 8,3 litros e foi desenvolvido em parceria com a Cosworth. Capaz de alcançar 9.000 rpm e auxiliado por três motores elétricos, a potência combinada poderá atingir surpreendentes 1.800 cv. Enquanto o motor a combustão contribui com cerca de 1.000 cv, os motores elétricos são responsáveis por impulsionar as rodas dianteiras e traseiras, este último integrado a uma transmissão automatizada de dupla embreagem com oito marchas.

A expectativa é que o conjunto proporcione um desempenho excepcional, com aceleração de 0 a 100 km/h em aproximadamente dois segundos e a capacidade de atingir 200 km/h em menos de cinco segundos. O veículo promete ultrapassar os 300 km/h em menos de dez segundos e alcançar 400 km/h em menos de vinte e cinco segundos, com a velocidade máxima limitada eletronicamente a 446 km/h.

A produção será limitada a apenas 250 unidades, refletindo a exclusividade típica da marca. As entregas aos clientes estão previstas para começar somente em 2026, com um preço inicial estipulado em pelo menos 3,6 milhões de euros (aproximadamente R$ 19.953.747).

Este lançamento não apenas solidifica a posição da Bugatti como líder no segmento de hipercarros mas também estabelece novos padrões de desempenho e inovação no setor automotivo. Enquanto aguardamos mais detalhes sobre este impressionante veículo, fica claro que a Bugatti está pronta para embarcar em uma nova era da engenharia automotiva.

Avalie esse artigo

Gabriel May Oechsler
Redator online do portal Agora Motor, tem 21 anos e está sempre antenado no universo automobilístico, gosta de esportes, jogos e notícias automotivas. Iniciou sua jornada no site Agora Motor em 2022, trabalhando com pesquisas extensas e escritas de artigos e notícias sobre carros, motos, etc.
Posts relacionados
Notícias 39% dos donos de carros elétricos querem ter um a combustão!

Em uma revelação surpreendente, aproximadamente 39% dos proprietários de veículos elétricos (EVs) nos Estados Unidos…

Gabriel May Oechsler
Notícias Nova moto de 8 cilindros da GWM terá 154 cv, veja informações!

A indústria de veículos elétricos e híbridos tem ganhado um novo protagonista no cenário brasileiro,…

Gabriel May Oechsler
Notícias Porsche vs Tesla: Marca está pagando para trocar de lado!

Em um mercado de veículos elétricos cada vez mais concorrido, a Porsche adota uma estratégia…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo Fiat Uno 2025? Veja fotos do Fiat Grande Panda!

A Fiat causou sensação ao revelar as primeiras imagens do Grande Panda, seu mais novo…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo VW Tiguan Allspace será revelado final do ano!

Em um lançamento que promete redefinir as expectativas para os amantes de SUVs ao redor…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário