Como é o exame psicotécnico do Detran?

O processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no Brasil envolve diversos passos, entre eles o tão temido exame psicotécnico.

Essa avaliação, também conhecida como teste psicotécnico, é realizada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e tem como objetivo determinar se o candidato possui as condições psicológicas necessárias para conduzir um veículo de forma segura.

Embora possa gerar ansiedade em alguns candidatos, entender a importância desse exame pode ajudar a enfrentá-lo com mais confiança. É fundamental ressaltar que o exame psicotécnico deve ser realizado por profissionais habilitados e capacitados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), além de serem credenciados ao Detran. Além disso, não é recomendado fazer simulados para esse exame, uma vez que cada avaliação é única e personalizada.

Como funciona o exame psicotécnico do Detran?
Como funciona o exame psicotécnico do Detran?

Durante o exame psicotécnico, são avaliados diversos aspectos que englobam habilidades cognitivas, comportamentais e de personalidade. Confira abaixo alguns dos pontos analisados durante essa avaliação:

Capacidade de captar informações:

  • Atenção em diferentes níveis;
  • Capacidade para perceber e identificar diferenças;
  • Capacidade para perceber e interpretar sinais específicos dentro de um contexto.

Tomada de decisão:

  • Inteligência;
  • Memória;
  • Orientação espacial;
  • Juízo crítico.

Comportamento:

  • Tempo de reação;
  • Coordenação visual e áudio-motora;
  • Capacidade para perceber determinados comportamentos.

Personalidade:

  • Controle emocional;
  • Impulsividade;
  • Agressividade.

Ao final do exame, o candidato receberá um dos seguintes resultados, de acordo com a Resolução 927/22 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran):

  • Apto: quando o desempenho no teste foi suficiente para avançar no processo, o candidato é considerado apto para conduzir um veículo.
  • Inapto: quando o candidato não atende aos critérios estabelecidos e não está apto para começar ou continuar a dirigir.
  • Inapto temporário: nesse caso, o candidato apresentou um bom desempenho geral, mas precisa corrigir algum detalhe específico para estar 100% apto.

É importante destacar que cada estado pode ter suas próprias diretrizes e requisitos específicos para a aprovação no exame psicotécnico. Por isso, é fundamental consultar as informações fornecidas pelo Detran local.

Agora que você sabe como funciona o exame psicotécnico do Detran, esteja preparado e confiante para enfrentá-lo. Lembre-se de que a segurança no trânsito é uma responsabilidade compartilhada por todos os motoristas, e essa avaliação tem como objetivo garantir que apenas os condutores aptos sejam autorizados a conduzir veículos nas ruas e estradas do nosso país.

Créditos: Portal do Trânsito

Avalie esse artigo

Gabriel May Oechsler
Redator online do portal Agora Motor, tem 21 anos e está sempre antenado no universo automobilístico, gosta de esportes, jogos e notícias automotivas. Iniciou sua jornada no site Agora Motor em 2022, trabalhando com pesquisas extensas e escritas de artigos e notícias sobre carros, motos, etc.
Posts relacionados
Artigos SUDU A3 Bicicleta Elétrica: A longa autonomia resolveu minha ansiedade com a quilometragem, tornando o passeio mais confortável

Eu sempre ficava de olho na bateria durante os meus passeios de bicicleta elétrica, preocupado…

Thiago Klaumann
Artigos Como fazer apostas esportivas no automobilismo

As apostas no automobilismo têm uma longa e rica história que remonta às primeiras corridas…

Thiago Klaumann
Artigos Os 10 Melhores Jogos de Corrida para PS3 | 2023

Os games de corrida tem crescido e evoluindo bastante, porém, muitos jogos do PlayStation 3…

Thiago Klaumann
Artigos Os piores câmbios da indústria automotiva: Conheça e relembre!

A indústria automotiva, em sua busca constante pela inovação, desenvolveu ao longo dos anos diversos…

Gabriel May Oechsler
Artigos Desvendando as diferenças entre rastreador com seguro e proteção veicular

Rastreador com seguro e proteção veicular: conheça as principais diferenças entre os dois Em um…

Thiago Klaumann
Deixe seu comentário