Crise de materiais na Argentina leva à invenção de solução provisória!

Setor automobilístico argentino enfrenta escassez de insumos e governo prorroga uso de matrículas provisórias em papel.

O setor automobilístico da Argentina está passando por dificuldades devido à falta de dólares para a compra de insumos e matérias-primas importadas. Essa situação atinge diversos setores, como o médico, farmacêutico, automobilístico e de construção. Agora, a escassez de materiais chegou também à cadeia de produção de placas veiculares.

Argentina traz solução para a falta de materiais.
Argentina traz solução para a falta de materiais.

Segundo informações da Direção do Registro Nacional de Propriedade Automotor (DRNPA) e da Casa da Moeda, não há material disponível no país para a produção das placas de identificação veicular, que seguem o padrão Mercosul, assim como no Brasil. Diante desse cenário, foi adotada uma medida extraordinária: a autorização para o uso de matrículas provisórias em papel por um período de 30 dias, ultrapassando o prazo habitual.

A circular que autoriza essa medida já foi publicada pelo DRNPA e está em vigor imediatamente. Em comunicado, o órgão explica que essa solução foi adotada devido aos atrasos na entrega das placas pela Casa da Moeda. Com isso, os motoristas estão autorizados a circular com as matrículas em papel até a chegada das placas oficiais.

Inicialmente, a prorrogação do uso das matrículas provisórias em papel será válida apenas para os veículos que já iniciaram o processo de substituição das placas. Caso a situação se agrave, a autorização poderá ser estendida também para os automóveis que foram recentemente licenciados. É importante ressaltar que o prazo de 30 dias é provisório e poderá ser prorrogado caso a Casa da Moeda não consiga normalizar sua situação.

É válido destacar que essa não é a primeira vez que o processo de licenciamento e registro de veículos enfrenta atrasos ou contratempos na Argentina. Em agosto, por exemplo, houve atrasos na entrega dos documentos de registro do veículo, como o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) que temos no Brasil, devido à falta de plástico. Além disso, foram realizados recalls para corrigir defeitos na impressão desses documentos.

A escassez de insumos e as dificuldades na produção de placas veiculares têm impactado o setor automobilístico argentino, causando preocupação tanto para os motoristas quanto para as empresas do ramo. A expectativa é que o governo e as instituições responsáveis busquem soluções rápidas para normalizar a situação e evitar prejuízos ainda maiores para o setor.

Avalie esse artigo

Gabriel May Oechsler
Redator online do portal Agora Motor, tem 21 anos e está sempre antenado no universo automobilístico, gosta de esportes, jogos e notícias automotivas. Iniciou sua jornada no site Agora Motor em 2022, trabalhando com pesquisas extensas e escritas de artigos e notícias sobre carros, motos, etc.
Posts relacionados
Notícias 39% dos donos de carros elétricos querem ter um a combustão!

Em uma revelação surpreendente, aproximadamente 39% dos proprietários de veículos elétricos (EVs) nos Estados Unidos…

Gabriel May Oechsler
Notícias Nova moto de 8 cilindros da GWM terá 154 cv, veja informações!

A indústria de veículos elétricos e híbridos tem ganhado um novo protagonista no cenário brasileiro,…

Gabriel May Oechsler
Notícias Porsche vs Tesla: Marca está pagando para trocar de lado!

Em um mercado de veículos elétricos cada vez mais concorrido, a Porsche adota uma estratégia…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo Fiat Uno 2025? Veja fotos do Fiat Grande Panda!

A Fiat causou sensação ao revelar as primeiras imagens do Grande Panda, seu mais novo…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo VW Tiguan Allspace será revelado final do ano!

Em um lançamento que promete redefinir as expectativas para os amantes de SUVs ao redor…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário