GM irá tirar o Chevrolet Malibu de linha definitivamente após 60 anos!

Em uma decisão emblemática que reflete as mudanças no cenário automotivo, a General Motors (GM) anunciou o fim da produção do Chevrolet Malibu. Após seis décadas de história, o tradicional sedan dará lugar a uma nova geração de veículos, priorizando SUVs e carros elétricos, em linha com as tendências de consumo atuais. Este movimento estratégico visa realocar recursos para o desenvolvimento do Bolt EV de segunda geração, peça-chave no portfólio futuro da GM.

Chevrolet Malibu

A produção do Chevrolet Malibu não cessará imediatamente. Até 4 de novembro, o veículo continuará sendo fabricado na Planta de Montagem Fairfax da GM em Kansas City, ao lado do Cadillac XT4. Após esta data, a produção será suspensa para que a instalação passe por um processo de reestruturação e modernização, preparando-se para abrigar os futuros lançamentos da montadora.

Segundo um porta-voz da Chevy ao Carscoops, quando a produção for retomada no final de 2025, a planta estará apta a fabricar tanto o Bolt EV quanto o XT4 na mesma linha de montagem. Isso oferecerá à GM a flexibilidade necessária para se adaptar às flutuações na demanda do consumidor.

Chevrolet Malibu

A Planta de Montagem Fairfax é destinatária de um investimento de 390 milhões de dólares por parte da GM, recursos que possibilitarão a fabricação do Chevrolet Bolt de segunda geração. Diferentemente do modelo inicial, descontinuado em dezembro de 2023, o novo veículo elétrico será baseado na plataforma Ultium e promete ser “um dos veículos totalmente elétricos mais acessíveis” no mercado.

Durante o período de pausa na produção, a GM realizará demissões temporárias, comprometendo-se a apoiar os funcionários afetados conforme o acordo coletivo UAW-GM.

Chevrolet Malibu

O Chevrolet Malibu foi introduzido em 1964 como uma sub-série premium do Chevelle e só se tornou um modelo independente em sua quarta geração, em 1978. Depois de uma pausa iniciada em 1983, o Malibu retornou em 1997 como um modelo de tração dianteira. Agora, na sua nona geração lançada em 2015, ele cede seu espaço na linha de produção para o Bolt EV de segunda geração, numa resposta da GM às preferências dos consumidores que se inclinam cada vez mais para SUVs.

Kevin Kelly, da Chevrolet, lamenta o fim da produção do Malibu mas destaca que a escolha dos consumidores por SUVs compactos – atualmente o maior segmento nos EUA – significa que antigos clientes do Malibu encontrarão opções variadas na linha atual da GM, que oferece diferentes tamanhos, preços e tipos de propulsão.

Com essa estratégia, a GM se adapta às mudanças no mercado automotivo, focando no desenvolvimento de veículos que atendam às novas demandas dos consumidores por opções mais sustentáveis e tecnologicamente avançadas.

Fonte: Carscoops

Avalie esse artigo

Gabriel May Oechsler
Redator online do portal Agora Motor, tem 21 anos e está sempre antenado no universo automobilístico, gosta de esportes, jogos e notícias automotivas. Iniciou sua jornada no site Agora Motor em 2022, trabalhando com pesquisas extensas e escritas de artigos e notícias sobre carros, motos, etc.
Posts relacionados
Notícias 39% dos donos de carros elétricos querem ter um a combustão!

Em uma revelação surpreendente, aproximadamente 39% dos proprietários de veículos elétricos (EVs) nos Estados Unidos…

Gabriel May Oechsler
Notícias Nova moto de 8 cilindros da GWM terá 154 cv, veja informações!

A indústria de veículos elétricos e híbridos tem ganhado um novo protagonista no cenário brasileiro,…

Gabriel May Oechsler
Notícias Porsche vs Tesla: Marca está pagando para trocar de lado!

Em um mercado de veículos elétricos cada vez mais concorrido, a Porsche adota uma estratégia…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo Fiat Uno 2025? Veja fotos do Fiat Grande Panda!

A Fiat causou sensação ao revelar as primeiras imagens do Grande Panda, seu mais novo…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo VW Tiguan Allspace será revelado final do ano!

Em um lançamento que promete redefinir as expectativas para os amantes de SUVs ao redor…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário