Pegadinha do frentista: Ofertas que você deve ficar esperto na hora de ir abastecer!

Ao parar em um posto de combustível para reabastecer seu veículo, é comum ser abordado pelo frentista oferecendo serviços e produtos extras. Embora possa parecer uma oferta conveniente, é importante saber que essas práticas podem representar riscos de desperdício de dinheiro e até danos ao automóvel do consumidor.

O primeiro serviço mais comum é a oferta para completar o nível de óleo do motor. O frentista pode dizer que falta lubrificante, mas é preciso checar o nível com o motor frio e com o veículo posicionado em um piso plano. Além disso, misturar lubrificante sintético com mineral pode afetar sua eficiência e viscosidade, elevando o risco de danos ao motor.

Não caia na armadilha do aditivo de combustível: entenda por que é desperdício de dinheiro

Outra oferta é a colocação de aditivo de combustível, que representa desperdício de dinheiro, pois tanto o combustível quanto o óleo lubrificante já são vendidos com a formulação necessária para o funcionamento adequado do motor. Caso o cliente faça questão de um produto para prevenir o acúmulo de sujeira e resíduos nos componentes internos, as distribuidoras oferecem variantes aditivadas de gasolina e etanol.

Não caia na armadilha do aditivo de combustível: entenda por que é desperdício de dinheiro
Fonte/Reprodução: original.

A checagem do fluido de freio também pode ser uma “pegadinha” comum nos postos de combustível. O fluido tem a característica de absorver a umidade, mesmo que mínima, e a contaminação por água pode comprometer a capacidade de frenagem do veículo. Caso o nível esteja muito baixo, é possível completar no posto, mas o ideal é substituir todo o fluido e fazer a sangria em uma oficina especializada.

A oferta de aditivo no radiador também pode representar riscos, já que é importante usar estritamente o produto de especificação informada no manual do automóvel. Caso seja necessário completar no posto, o recomendável é repor apenas com água desmineralizada para prevenir a formação de corrosão nos dutos internos.

Não troque as palhetas do limpador de para-brisa com frentista sem antes ler isso!

Por fim, muitos frentistas oferecem a troca das palhetas do limpador de para-brisa, mas nem sempre é necessário substituir a peça. Em alguns casos, basta limpá-las com água para remover a sujeira acumulada.

É importante estar atento às ofertas de serviços e produtos extras oferecidos pelos frentistas nos postos de combustível. Checar o nível de óleo, fluido de freio e radiador, além da troca das palhetas do limpador de para-brisa, deve ser feito em oficinas especializadas para evitar riscos de desperdício de dinheiro e danos ao veículo.

Avalie esse artigo

Bruno Martendal
Especialista em finanças e seguros, aprecia o mundo dos automóveis e se aprofundou na área de proteção do seu patrimônio. Hoje se divide entre outros projetos, na redação do Agora Motor, sempre trazendo reviews e análises sobre os melhores seguros automotivos!
Posts relacionados
Notícias 39% dos donos de carros elétricos querem ter um a combustão!

Em uma revelação surpreendente, aproximadamente 39% dos proprietários de veículos elétricos (EVs) nos Estados Unidos…

Gabriel May Oechsler
Notícias Nova moto de 8 cilindros da GWM terá 154 cv, veja informações!

A indústria de veículos elétricos e híbridos tem ganhado um novo protagonista no cenário brasileiro,…

Gabriel May Oechsler
Notícias Porsche vs Tesla: Marca está pagando para trocar de lado!

Em um mercado de veículos elétricos cada vez mais concorrido, a Porsche adota uma estratégia…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo Fiat Uno 2025? Veja fotos do Fiat Grande Panda!

A Fiat causou sensação ao revelar as primeiras imagens do Grande Panda, seu mais novo…

Gabriel May Oechsler
Notícias Novo VW Tiguan Allspace será revelado final do ano!

Em um lançamento que promete redefinir as expectativas para os amantes de SUVs ao redor…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário