3 melhores motos que não precisam de habilitação

Mesmo que não faça muito sentido, existem sim motocicletas que não pedem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para a condução do modelo no trânsito! Confira mais a seguir na notícia do Agora Motor!

A dúvida: Existe alguma motocicleta que não precise de Habilitação (CNH) para pilotar? E a resposta é sim! Existem modelos com o qual você pode pilotar sem ter a CNH (habilitação), porém ainda é obrigatório ter a ACC que é a Autorização para Conduzir Ciclomotores.

Até 2016 este documento (habilitação ACC) era inexistente, porém com o grande número de acidentes dos condutores de ciclomotores e de motos de cinquenta cilindradas, a Nº 789/2020, fez com que para conduzir as motos de tal segmento era necessária uma habilitação ACC, devido ao alto índice de acidentes envolvendo a categoria de 50 cilindradas.

Pessoa segurando a CNH na mão habilitação
a CNH e a ACC, são documentos similares e, ao mesmo tempo, diferentes, já que neles estão propostos modelos diferentes para pilotar. Foto: Divulgação.

Vamos fazer aqui uma descrição rápida dos tipos de motocicletas, para você compreender um pouco melhor o que é uma motocicleta, motoneta e um ciclomotor. Confira a seguir na lista:

  • Ciclomotor: Um veículo de duas ou três rodas, que possui um motor de combustão de apenas 50 cc e nada mais, equivalente a uma potência máxima de 4 kW, cuja velocidade máxima não exceda 50 km/h, para pilotar você tem que ter a habilitação ACC ou a CNH
  • Motoneta: Veículo automotor de duas rodas que possui assoalho ou apoio lateral de base, onde o condutor dirige sentado, sendo essa a posição ergonômica, conhecida das famosas Scooters. para pilotar você tem que ter a habilitação ACC ou a CNH
  • Motocicleta: Veículo automotor de duas rodas, que possui ou não um side-car lateral, esta versão não tem limitação de potência, sendo que o piloto dirige sempre montado, sendo essa a sua posição ergonômica original, vista em diversos modelos, como naked, street, custom dentre vários outros. para pilotar você tem que ter a habilitação ACC ou a CNH

Diferença entre a habilitação ACC e a CNH, e como tirar a ACC

Agora que você já compreendeu um pouco sobre os tipos de veículos sob duas rodas, suas categorias e suas diferenças, vamos para o tópico de CNH e ACC. A CNH dá para o piloto a opção de pilotar os ciclomotores, como também outros modelos, enquanto a ACC restringe a pessoa a pilotar apenas ciclomotores.

No mercado atual é muito mais vantajoso você possuir uma CNH do que uma ACC, por mais que os custos da ACC sejam um pouco menor, a habilitação CNH abre um leque extremamente maior de possibilidades e conhecimento.

Para tirar a ACC, é bem simples, os passos são semelhantes ao de qualquer outra categoria existente dentro da CNH, a maior diferença está no número de horas e nos prazos finais para a conclusão do curso e recebimento do documento. Tudo começa no CFC (Centro de Formação de Condutores), o mesmo local em que se deve ir para fazer a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Foto de uma pessoa segurando um celular com a CNH digital na frente
Uma pessoa com a habilitação CNH, também pode pilotar ciclomotores, já o contrário só vale para os ciclomotores: Divulgação.

Você deve ir ao local com os documentos em mãos: Comprovante de residência do último mês vigente, cópia do CPF ou original, cópia da identificação com foto ou original, e matrícula já feita, onde você será logo encaminhado para o exame de aptidão física e mental, o famoso psicotécnico. O próximo passo será fazer todas as aulas teóricas e os exames teóricos, aonde a partir deles você irá começar a modalidade prática das aulas.

Todas as aulas práticas, como a prova, são realizadas em veículos regulamentados como ciclomotores, assim o CFC deve escolher os modelos em questão para a execução de todas as aulas e também das provas. Logo depois disso é só aguardar a chegada da sua habilitação.

Com tudo isso em mente, vamos agora falar dos modelos que não precisam de CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para condução legal no trânsito.

Shineray JET 50

Jet 50 vermelha, em diagonal.
A cinquentinha possui uma potência de 2,7 cv. Foto: Reprodução

A cinquentinha da Shineray se chama Jet 50, e ela é uma Scooter que fica categorizada como um ciclomotor, logo com ela é necessário ter ou a CNH, ou a ACC para condução legal. O modelo apresenta um visual bem moderno e robusto, uma carenagem bem estilosa, contando com linhas fortes e expressivas, no centro do farol fica o símbolo (logo) da Shineray, completado por um farol superior.

As rodas do da Jet 50, são de liga-leve sendo a da frente aro 17 polegadas e a traseira de 14 polegadas, a suspensão dianteira do modelo também é acionada por um garfo telescópico e a traseira por amortecedores convencionais, respectivamente os freios são a disco e a tambor.

O motor da Jet 50, é um OHC monocilíndrico refrigerado a ar de quatro tempos, que possui 47,9 cm³. Gerando uma potência total de 2,7 cv a 8.000 rpm, e um torque máximo de 0,35 kgf.m a 6.000 rpm. A moto possui uma transmissão de quatro velocidades com embreagem centrifuga automatizada.

A motocicleta também está sendo negociada no mercado pelo valor de R$ 8.290,00, sendo que este valor é extremamente competitivo no mercado, já que o modelo oferece também uma enorme economia, e a possibilidade de usar a ACC para trafegar.

Mad Urban elétrica

Foto de uma Mad Urban preta
Foto: Divulgação.

Esse modelo possui um visual extremamente moderno e futurista, contando com várias aletas e desenhos gráficos que dão um show em muitas outras scooters do mercado. A Mad possui rodas de liga leve de 12 polegadas, freio dianteiro e traseiro e suspensão hidráulica convencional.

O motor do modelo produz uma potência de 3000 W, sendo que as baterias da Mad Urban totalizam 72 V e 32 Amperes, sendo que a bateria do modelo é de chumbo ácido. O modelo está sendo negociado no mercado pelo valor de R$ 21.200,00 e já está disponível no site da Mad. A Mad Urban chega a fazer uma autonomia de 80 km, atingindo uma velocidade máxima de 85 km/h.

A scooter é bem completa, contando com quatro modos de condução, sendo eles S, P, R e D, o quadro de instrumentos é 100% LCD, ela conta com retrovisores flexíveis e ajustáveis, bancos com assento para duas pessoas, suporte para óculos, compartimento para guardar volumes, pés de apoio par ao passageiro, e faróis em LED, e uma chave magnética antifurto. O modelo leva de 6 a 7 horas para carregar 100% em uma tomada convencional.

Shineray Phoenix

Phoenix 2022
O modelo traz qualidade e alta performance. Foto: reprodução.

Essa é mais uma cinquentinha da Shineray, a Phoenix, um modelo que busca trazer no mercado, ainda mais economia e acessibilidade, com um investimento ainda menor. Com isso o modelo custa apenas R$ 6.990,00, fazendo médias de 40 km/l a 45 km/l, ambos os valores servem para um consumo misto entre cidade e estrada.

O design da Phoenix lembra muito a Pop 110i, apresentando um banco mais elevado, com um ângulo interno bem grande do escudo, uma alça traseira bem robusta, e uma carenagem bem detalhada, o farol da moto fica logo na “cabeça” da moto, na parte da frente do quadro de instrumentos.

O motor é um monocilíndrico OHC, arrefecido a ar, operando sempre com um sistema otto de quatro tempos, o modelo possui 49,4 cm³, sendo que sua potência máxima é de 2,7 cv a 8.000 rpm, com um torque máximo de 0,25 kgf.m a 5.000 rpm. A transmissão do modelo é uma de quatro velocidades mecânica.

Conheça as motos da Shineray 2023: Veja toda a sua linha!

Acesse o nosso portal Agora Motor! E fique por dentro de tudo o que acontece dentro do mercado automobilístico. Veja notícias, artigos, novidades, lançamentos e muito mais em um só lugar.

Perguntas frequentes

Qual é o nome da habilitação necessária para andar com um ciclomotor de cinquenta cilindradas?

A sigla é ACC que quer dizer Autorização para Conduzir Ciclomotores.

É obrigatório ter a habilitação ACC para pilotar?

Sim! É obrigatório ter a ACC que é a Autorização para Conduzir Ciclomotores.

Existe moto que não precisa de CNH?

Tecnicamente não existe, qual tipo de scooter ou cinquentinha, exige uma habilitação ACC. Você pode considerar essas bicicletas elétricas ou motorizadas, além de patinetes e semelhantes, que possuem uma velocidade baixa, nesse caso não é necessário emplacamento, nem habilitação.

O que é uma ACC?

A ACC é a Autorização para Conduzir Ciclomotores, um documento que permite o piloto conduzir veículos de duas ou três rodas com motor de combustão de até 50 cc e cuja velocidade máxima não exceda 50 km/h.

Como tirar a ACC?

Para tirar a ACC, é necessário fazer um curso em um CFC (Centro de Formação de Condutores), passar pelo exame de aptidão física e mental (psicotécnico), fazer as aulas teóricas e os exames teóricos, além das aulas práticas e prova em um veículo regulamentado como ciclomotor.

Qual a diferença entre a CNH e a ACC?

A CNH permite o piloto conduzir diversos modelos de veículos, enquanto a ACC restringe a pessoa a pilotar apenas ciclomotores.

5/5 - (3 votos)

Thiago Emanoel Neuhaus
Redator online do portal Agora Motor, é apaixonado por carros e motos. Fã de competições esportivas do automobilismo, escreve para web desde os 17 anos de idade e é extremamente antenado com as notícias automotivas em geral, compartilhando novidades diariamente com os leitores.
Posts relacionados
Artigos Os 10 Melhores Jogos de Corrida para PS3 | 2023

Os games de corrida tem crescido e evoluindo bastante, porém, muitos jogos do PlayStation 3…

Thiago Klaumann
Artigos Os piores câmbios da indústria automotiva: Conheça e relembre!

A indústria automotiva, em sua busca constante pela inovação, desenvolveu ao longo dos anos diversos…

Gabriel May Oechsler
Artigos Desvendando as diferenças entre rastreador com seguro e proteção veicular

Rastreador com seguro e proteção veicular: conheça as principais diferenças entre os dois Em um…

Thiago Klaumann
Artigos Principais cuidados de manutenção para viagens de carro

Garanta uma viagem segura e sem contratempos seguindo as dicas abaixo e aproveite ao máximo…

Thiago Klaumann
Artigos Como alterar a categoria da CNH? Descubra como adicionar ou mudar

Os motoristas brasileiros muitas vezes têm dúvidas sobre o processo de adição ou mudança de…

Gabriel May Oechsler
Deixe seu comentário